quarta-feira, 28 de abril de 2010

Por que, por quê, porque, porquê

Muitas pessoas têm dúvida quanto ao emprego correto dessas quatro palavras/expressões: por que, por quê, porque, porquê. Mas não há muito mistério, não. Uma vez entendido, dificilmente alguém terá dúvidas quanto ao seu emprego.

Vamos às explicações.

1. Por que - normalmente usa-se por que quando o significado é por qual razão, por qual motivo, pelo qual.

Exemplos:

* Por que você não foi à festa? (por qual razão)
* Não sei por que Sebastião não quer almoçar. (por qual motivo)
* Sei bem o motivo por que não compareci à reunião. (pelo qual)

2. Por quê - quando vier antes de um ponto (seja final, interrogativo, exclamação) e tiver o significado de por qual motivo, por qual razão, o por quê deverá vir acentuado.

Exemplos:

* Vocês não estão mais juntos? Por quê? (por qual motivo)
* Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro. (por qual razão)

3. Porque - usa-se porque quando se quer explicar algo, quando a palavra equivale a pois, uma vez que.

Exemplos:

* Vou ao supermercado porque preciso comprar alguns mantimentos. (pois)
* Não atravesse agora porque o sinal está aberto. (uma vez que)

4. Porquê - escrito dessa forma, porquê funciona como substantivo, significando o motivo, a razão. Vem acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Exemplos:

* Não sei qual o porquê de tudo isso. (o motivo)
* Diga-me um porquê de você não querer ir à aula hoje. (uma razão)

Como dá para perceber, não é complicado e nem precisa decorar. É só entender a função de cada uma dessas palavras/expressões na estrutura da frase. Mas, precisando, pode voltar aqui e dar uma relembrada!

Até a próxima!


P.S.: dedicado à minha querida amiga Rachel, que contribuiu com essa dica de post. Obrigada, Rachel! Espero que tenha gostado.